O Bicudo Pavarotti

A História da Linhagem Pavarotti

 

Nome: PAVAROTTI

Filiação: Desconhecidos

Irmão próprio do Mestre Fiote

Espécie: Bicudo-verdadeiro

Sub-espécie: Oryzoborus maximiliani

atrirostris

Tipo de canto: Mogiana / Flauta

 

 

Os pais dos Bicudos "Pavarotti",

"Fiote", "Cacique Negro" e outros

mais, vieram de Belo Horizonte,

eram do Sr, Carone bicudeiro

gente boa.

 

O casal foi adquirido pelo saudoso dentista Dr, Jorge Bueris da cidade de Mogi das Cruzes/SP.

 

Passado algum tempo, adquiri o casal dele, que estava na casa de um amigo também aqui de Mogi das Cruzes/SP, chamado João Roseling Fernandes.

 

Não sei ao certo quanto tempo após comecei a criar com eles, sendo que a primeira chocada nasceram dois filhotes, sendo o "Fiote" e uma fêmea.

 

Esse primeiro filhote macho o "Fiote" foi cedido para o Dr. Jorge Bueris, acordo firmado quando da aquisição do casal. O "Fiote" na casa do Dr, Jorge Bueris ouviu muitos bicudos de canto que ele tinha, vários adquiridos do Aloisio Tostes que na época, salvo engano morava em Brasilia, sendo que um dos bicudos chamava Pixinguinha e cantava muito bonito. Tinha também um de nome Barrica que cantava muito bem.

 

Depois criei mais filhotes e veio o "Pavarotti" e o "Cacique Negro".

 

O "Pavarotti" quando estava comigo o nome era Diamante Negro, ouvia fita cassete na época gravado com o canto do Barrica e do Pixinguinha na casa do Dr, Jorge Bueris.

 

O "Cacique Negro" acabei cedendo para o amigo Sr, Pietro Giusepe Dello Russo, cabeleireiro de Mogi das Cruzes/SP, que ficou com ele alguns anos, inclusive de vez em quando levava para os torneios naquela época.

 

Em um dos torneios que foi realizado em Mogi das Cruzes/SP, no Centro Esportivo da UMC ( Universidade de Mogi das Cruzes), foi vendido

 por aproximadamente R$ 20.000,00 para o Sr. José Jader Amorim, mais conhecido como Ceará, da cidade de Santo André/SP.

 

O "Pavarotti" ficou na casa do Sr. João Preá que também mora em Santo André/SP, e foi um grande reprodutor, pai de inúmeros filhotes impossível determinar quantos, mas seus filhotes sempre quando apresentados nos torneios deram show mesmo ainda pardo, no qual nos deixou um legado maravilhoso de muita fibra, canto e repetição.

 

Escrito por Manoel Camargo de Mogi das Cruzes - SP.

 

Segundo relato do Sr, Reinkz Ebeelingy, " O Pavarotti" foi campeão brasileiro canto Mogiana na mão do saudoso Sr, Pietro Giusepe Dello Russo, no ano seguinte ele perdeu o canto Mogiana e passou a cantar um flauta maravilhoso e foi adquirido pelo amigo

Sr, Jader Amorim (Ceará) no qual se tornou campeão brasileiro canto flauta pela Febraps.

 

Segundo relato do Sr, Germano Puga, o bicudo "Pavarotti" foi ganhador de mais de 600 troféus pelos torneios regionais a fora, e em uma negociação foi vendido por mais

de R$ 100.000,00.

Bicudário Flauta das Artes | o Bicudo Pavarotti

O bicudo "Pavarotti" veio a óbito em fevereiro do ano de 2015 já em idade avançada, foi um grande campeão e excelente raçador, deixou para nós os criadores sua preciosa herança genética de ponta através dos seus decendentes, nossa missão dar continuidade nesta maravilha da natureza.