Bicudo de Canto Flauta

 

 

O canto flauta reúne uma enorme variedade de dialetos, alguns muito apreciados por expositores e criadores.

 

Caracteriza-se por apresentar peculiaridades próprias em termos de notas, melodia e voz ressonada, ou seja, com a capacidade de aumentar a duração e a intensidade das notas, flauteando-as, sendo esta característica a marca registrada da grande complexidade do canto.

 

Para ser considerado um canto flauta de qualidade superior deve apresentar andamento de canto moderado, melodia, e notas nítidas.

 

Deve apresentar, ainda, um número mínimo de 12 notas, podendo chegar a vinte ou mais notas, de preferência não repetitivas.

 

São notas típicas dos cantos flautas o Cro-Co-Til, Tulin-Tulin, Ca-Ca-Tim, Coím-Coím e Goim-Goim-Goim.

 

São considerados deficientes os cantos com voz metálica, rouca, muito fina, muito grossa ou com chiado, distorção nas notas, emissão de várias vezes a mesma nota, com inclusão de notas típicas de outros pássaros ou de outras categorias de canto, que não apresentem uma nítida divisão de canto e os que apresentam interrupção no canto.

 

Também são penalizados os cantos que incluem notas de defeitos comuns aos demais cantos de bicudo tais como: oi, voí, boi, tuíu, tchau-tchau e demais notas dissonantes.